Home / Projeto 365 / Projeto 365 – Dia 86 – Mapa para as estrelas

Projeto 365 – Dia 86 – Mapa para as estrelas

“Na ausência sem mais desejos, na solidão despojada e nas escadas da morte, escrevo seu nome. Na saúde recobrada, no perigo dissipado, na esperança sem memórias, escrevo seu nome. E pelo poder de uma palavra, reconheço minha vida, nasci para te reconhecer e te chamar…LIBERDADE”.

Com uma proposta, hora asquerosa e apelativa, hora poética e lírica, “Mapa para as estrelas” discute o mundo por trás dos filmes. Portanto será bem comum ver cenas que resplandeçam falsidade, culpa, auto-piedade e, principalmente, o vazio de ter uma vida de aparência.

Até essa parte o filme é chato, maçante e confuso, chegando apenas a mostrar o que todos conhecem, porém, do meio para o fim, o filme vai ficando mais encorpado, os bons atores Julianne Moore, Mia Wasikowska(Alice no País das Maravilhas), John Cusak(1408) e Robert Pattinson (Harry Potter, sim, Harry Potter é mais importante que Crepúsculo) fazem o filme mergulhar em um poço de loucura sem fim, transformando a trama de algo vazio em um espetáculo profundo e denso.

julianne moore mia wasikowska

A partir dessa mudança, questões familiares e psicológicas serão discutidas, os personagens vão se apresentando e a confusão inicial vai dando lugar a uma montagem precisa do diretor David Cronenberg.

Para fechar, o filme ainda oferece uma pequena mostra do que é sorte, destino e sofrimento, desenhando um final tão surpreendente que torna esse filme passível de se indicar a qualquer um que goste de um bom suspense psicológico.

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

Leave a Reply

Your email address will not be published.