Home / Projeto 365 / Projeto 365 – dia 7 – O Último Elvis

Projeto 365 – dia 7 – O Último Elvis

Até que ponto a idolatria deixa de ser algo normal e passa a ser uma doença? Essa é a questão chave para entender o drama argentino do diretor Armando Bo. 

O filme conta a história de Carlos Gutiérrez, um homem divorciado, acima do peso, com uma filha que o ignora e um subemprego. Ou seja, uma vida nada agradável. Porém, à noite ele se transforma, abre o guarda-roupa, veste seu figurino de Elvis Presley e faz show por toda Buenos Aires.

Até aqui, nada anormal, afinal, quantos sósias do Elvis não existem espalhados pelo mundo? Quantas pessoas não ganham a vida fazendo shows cover pelas noites das mais diversas cidades desse mundo?

ultimo elvis filme

A diferença é que Gutiérrez acha, realmente, que é Elvis. Exemplos disso: sua filha recebe o mesmo nome da filha de Elvis (Lisa Marie), ele chama a mulher de Priscila (foi esposa de Elvis), sendo que o nome dela não é esse, e usa o pseudônimo de Elvis em tudo que faz.

A grande questão do filme é que essa obsessão por Elvis vai tomando a personagem principal, vai o modificando e o deixando alucinado pela ideia de se tornar Elvis, e não interpretar um papel, levando Gutiérrez a cometer excessos para ir atrás desse sonho.

E aqui entra outra questão discutida pelo filme, o egoísmo. A partir de que momento largar tudo, e quando eu falo tudo, estou me referindo inclusive a própria filha, para ir atrás de um sonho?

Ou seja, é um belo filme, que propões um série de discussões interessantes e ainda oferece uma trilha sonora fantástica, principalmente se você gosta de Elvis. Tudo isso, junto com cenas lentas para enfatizar o drama, diálogos curtos e expressivos que tornam os 91 minutos do filme algo que passe muito rápido.

De brinde, veja uma das performance do ator John McInerny, algo que acontece com frequência dentro do filme e que deixa essa obra ainda mais deliciosa de se assistir.

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.