Home / Estreias / Projeto 365 – Dia 211 – Animais fantásticos e onde habitam

Projeto 365 – Dia 211 – Animais fantásticos e onde habitam

“Vamos recuperar minhas criaturas antes que se machuquem. Elas estão rodeadas por milhões das mais ferozes criaturas do planeta… humanos”.

Sinopse:

O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-américa, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

Opinião:

Antes de começar a falar do filme é importante fazer a contextualização dele dentro do universo “Harry Potter”. A história se passa em 1920, 70 anos antes do primeiro episódio da série “Harry Potter e a pedra filosofal” e tem como protagonista Newt Scamander (Eddie Redmayne). Assim como dito na sinopse acima, esse personagem é cercado por uma série de mistérios, inclusive em sua mala recheada de criaturas mágicas.

Acho importante essa introdução por acreditar que nem todos os fãs de “Harry Potter” são viciados a ponto de saber todas as histórias externas à serie original. Pois mesmo lendo os livros, e vendo os filmes, você ainda sim vai ficar meio perdido nessa nova história; já que aqui tem início um novo roteiro que tem poucas conexões com o bruxo de Hogwarts.

A princípio, essa falta de conexões imediatas me incomodou, mas conforme o filme vai se desenrolando é perceptível entender a proposta de escritora inglesa J.K. Rowling. A ideia aqui é fazer algo novo, com personagens próprios e dramas independentes, apenas aproveitando o universo mágico de “Harry Potter”. Algo válido, já J.K. consegue, como poucos, criar histórias sobre esse universo místico.

j-k-rowling-livros

Para trazer novos elementos, o filme aposta em novas personagens, e para isso é necessário uma nova legião de atores. Eddie Redmayne traz um protagonista inocente e misterioso, carregado de melancolia. Katherine Waterston funciona como a parceira do protagonista, ajudando Newt Scamander (Eddie Redmayne) e o público a conhecer esse novo mundo. Digo conhecer, pois, diferente da série “Harry Potter”, esse trama se passa em Nova York, tendo sensíveis diferenças que, assim como Newt, vamos aprendendo com o decorrer da história. Fechando o trio de protagonistas, temos Dan Fogler interpretando um simpático “no-maj” Jacob Kowalski (“no-maj” é como os Americanos chamam os não bruxos, ou mais conhecidos como trouxas). Há ainda Ezra Miller e Colin Farrel integrando o lado misterioso/sombrio da trama e, aqui não posso ser muito detalhista, uma surpresa bem impactante que será revelado no final do filme. Por fim, trazendo leveza e um lado mais cômico/doce para a história, temos Alison Sudol interpretando Queenie.

fantastic-beasts-cast-xlarge

Outro ponto fundamental da história são as magias. Elas trazem para a tela feitiços que vimos nos filmes da série “Harry Potter”, sendo uma importante conexão dessa trama para sua antecessora. Aqui a nostalgia vai fluir. Além disso, o filme é regado de efeitos visuais caprichados. A fotografia inteira do longa merece destaque. Seja com planos altos mostrando a cidade, ou com os belíssimos efeitos digitais para mostrar os danos causados pelas magias.

Ainda falando da parte digital, temos os animais. As criaturas idealizadas por J.K. Rowling, e trazidas à tela por esse filme são absolutamente encantadoras. Seja pelo exuberante visual ou por uma característica mais cômica, todos os animais desse filme são valiosas obras de arte do departamento técnico.

animais-do-filme-animais-estranhos-e-onde-habitam

O figurino também auxilia, e muito, na fotografia. Responsável direto por enquadrar a época em que os personagens vivem, o responsável pela área, Colleen Atwood, veste os personagens masculinos com longos casacos de frio e trajes típicos de 1920, além de oferecer um vasto material para as personagens femininas (de trajes habituais até vestidos deslumbrantes).

figurino-filme-animais-fantasticos-e-onde-habitam

Por fim, até para não deixar passar batido, a trama traz características mais pesadas. J.K. Rowling, ao longo te toda a saga “Harry Potter” transformou o lado lúdico em sombrio. A escritora gosta de colocar detalhes mais pesados e reais em suas histórias mágicas, algo que ela também faz nesse filme. Por muitas vezes vamos ver situações cômicas dividindo espaço com tragédia e drama, carregando esse trabalho de boas expectativas para os próximos filmes da série.

PS1: Não se preocupe se você sair perdido do filme, esse é o típico caso que ver uma vez não basta.

PS2: Interessante o lado político do filme; assim como em “Harry Potter”, somos expostos a toda complexidade que o mundo dos bruxos tem para se manter escondido dos “não maj´s” ou trouxas.

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

Leave a Reply

Your email address will not be published.