Home / Blackcine / Projeto 365 – Dia 187 – Toast: A história de uma criança com fome

Projeto 365 – Dia 187 – Toast: A história de uma criança com fome

“Quando lhe privam de algo, só faz a vontade daquilo aumentar”

Sinopse:

Nigel(Oscar Kennedy e Freddie Highmore) sempre teve fascínio pela culinária, mas sua mãe (Victoria Hamilton) não era nada prendada na cozinha. Após sua morte, o pai de Nigel(Ken Stott) contrata uma culinária de mão cheia, vivida por Helena Boham Carter, que disputará com Nigel a atenção do pai e os dotes culinários.

Opinião:

Antes de mais nada uma coisa tem que ficar clara, esse filme não é um documentário sobre a fome no mundo, ele tratará sobre a fome de sabor, aquela de querer criar e experimentar alimentos diferentes e conhecer um pouco mais da vida através da comida

Dito isso, vamos ao filme.

Como vocês podem observar na sinopse acima, Nigel viverá um drama familiar, desde o fato de não se alimentar direito, até a perda da mãe. Isso vai gerando um clima melancólico, ajudado pela trilha sonora bem aguda e a fotografia amarelada representando o Reino Unido da década de 1960.

O único elemento que quebra essa melancolia é o momento em que Nigel conhece algum alimento novo. Nesses instantes a tela ganha explosões de luz, a trilha sonora ganha tons mais vívidos e, obviamente, o personagem principal enche-se de vida e esperança de que algo de bom está por vir.

toast

E a partir disso começa-se a desenhar uma trama baseada no amor pela culinária, seja para tentar se sentir inserido no mundo ou simplesmente achar algo que preencha a alma.

Para completar a história vamos conhecendo a forma rígida em que as crianças eram tratadas na década de 1960 no Reino Unido, escancarando a falta de comunicação entre pais e filhos, deixando um vazio quase que irreparável.  S.J. Clarkson, diretor do filme, usa características inglesas de humor e sensualidade, deixando o filme frio e estranho, tal qual a cultura Britânica.

Outra boa característica, que prova essa estranheza citada acima, são as cenas onde Nigel discuti com seu colega da sala seus problemas, recebendo conselhos e uma criança que, se você prestar bastante atenção, tem tantos problemas quanto Nigel, deixando essas passagens interessantíssimas em termos de roteiro.

conselho do amigo toast

O fato é que o filme consegue ser uma receita doce e amarga ao mesmo tempo, flertando com todos os tipos de sabores existentes no mundo, oferecendo para os fanáticos por culinária e programas do gênero um excelente entretenimento, com toque de drama polvilhados de açúcar.

PS: Helena Boham Carter, novamente como coadjuvante, rouba a cena!

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

Leave a Reply

Your email address will not be published.