Home / Estreias / Projeto 365 – Dia 173 – Spotlight – Segredos Revelados

Projeto 365 – Dia 173 – Spotlight – Segredos Revelados

“Vamos denunciar todo o sistema”

Sinopse:

Baseado em uma história real, o drama mostra um grupo de jornalistas em Boston que reúne milhares de documentos capazes de provar diversos casos de abuso de crianças, causados por padres católicos. Durante anos, líderes religiosos ocultaram o caso transferindo os padres de região, ao invés de puni-los pelo caso.

Opinião:

Assim como muitos, eu fui criado em cima de valores religiosos, mais especificamente católicos. Ao longo da vida fui perdendo a fé na igreja, até pelo excesso de absurdos que ia surgindo ao redor do alto e do baixo clero da religião fundada por Pedro.

Spotlight trata sobre um dos mais graves absurdos já acontecidos dentro da cúpula católica, rivalizando com a inquisição, venda de indulgências e os controles comerciais aos quais a igreja sempre esteve envolvida desde sua criação.

Com um time de série investigativa, veremos uma aula jornalística de uma equipe que se entrega a profissão de vasculhar fatos, trazendo a cena o equivalente a alguns semestres da faculdade de jornalismo.

equipe spotlight

Graças ao estilo de roteiro, muito mais focado na história existente do que no trabalho criado para o filme, os atores se tornam reféns da obra, tendo apenas poucas cenas para mostrar o potencial individual de cada um. Isso gera um resultado coeso de um grupo, oferecendo um excepcional trabalho de equipe, maior que qualquer brilho individual.

Claro que isso não tira a qualidade específica de cada ator. Todos são submetidos a ter duas vidas, sendo que apenas a profissional é demostrada. O diretor Tom McCarthy focou todo o esforço para exibir a história clerical, deixando as vidas pessoais das personagens em segundo plano, sempre trabalhando essa parte com mistério e pouco interesse, deixando muitos detalhes subentendidos apenas para abrilhantar e construir as personagens em cena.

mark ruffalo

A fotografia também merece um destaque. Não pela sua beleza infinita como vemos em filmes de orçamentos gigantescos, mas sim pela sua simplicidade em retratar o ano de 2001 – ano que se passa o filme, preocupando-se com os celulares usados, os carros em cenas, os acontecimentos históricos desse ano (ataque terrorista as Torres Gêmeas) e os recursos tecnológicos de uma época que já podemos considerar ultrapassada.

Em resumo, temos um filme cerebral e investigativo, mostrando uma história real e os defeitos de uma religião milenar, deixando em aberto para cada um julgar e interpretar o que está vendo, oferecendo os dados obscuros e que sempre foram escondidos da grande maioria da sociedade.

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

Leave a Reply

Your email address will not be published.