Home / Estreias / Projeto 365 – Dia 167 – Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, O Filme

Projeto 365 – Dia 167 – Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, O Filme

“Dessa vez tudo vai ser diferente”, diz o jovem e atrapalhado Charlie Brown

Sinopse: 

Próximo das férias de inverno, a vida de Charlie Brown e sua turma sofre uma mudança com a chegada na cidade de uma garotinha da cabelo vermelho. Brown logo se encanta pela jovem e tenta lutar contra sua timidez e sua baixa autoestima para falar com ela. Ao mesmo tempo, Snoopy encontra uma máquina de escrever e começa a imaginar uma história pra lá de fantasiosa e heróica.

Opinião:

Aos que forem ver ao filme, e aos que já viram reparem, é uma aula de construção de personagem. O protagonista Charlie Brown conquistas gerações desde 1952, o que ajuda, porém o capricho do enredo em criar uma história sensível e delicada é ímpar. Snoopy e seu parceiro Woodstock são os coadjuvantes de luxo. Com a capacidade de encantar sem dizer uma palavra e, ainda criar uma história paralela para preencher o roteiro, não tenho outra palavra para definir sem ser delicioso.

Como se isso não bastasse ainda temos Schroeder com seu piano clássico, Sally como a clássica irmazinha de Charlie Brown, Linus com seu cobertor e seus conselhos sábios, Patty Pimentinha e seu jeito único, Chiqueirinho trazendo a tona os amigos que não tomam banho, Lucy com seu intelecto único e Marci a nerd da turma.

Snoopy-e-Charlie-Brown-Peanuts-O-Filme

Além dos personagens antigos, o diretor Steve Martino foi muito feliz ao homenagear a origem 2D dos quadrinhos de Schulz, acrescentando cenas esporádicas para agregar ao 3D atual e muito, permitam que eu repita o adjetivo, sensível.

A história escolhida para o filme também é muito feliz. Com bons ensinamentos para as novas gerações, trazendo características como coragem, superação e determinação. Além é claro de satisfazer toda as gerações que acompanharam as tirinhas e os desenhos.

charlie brown 2d com 3d

Por fim, temos a história paralela criada por Snoopy e Woodstock em sua máquina de escrever, narrada por Lucy, boa o suficiente para fazer os animadores viajarem no tempo e reproduzir cenários magnificos que representam toda a criatividade do mestre Charles M. Schulz.

PS: Assista dublado, pois ao escutar Patty Pimentinha chamando Charlie Brown de “MINDOIM” você terá ataques de nostalgia.

snoopy woodystock escrevendo historia

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

One comment

  1. Hello, after reading this amazing article i am also
    happy to share my knowledge here with friends.

Leave a Reply

Your email address will not be published.