Home / Estreias / Projeto 365 – Dia 161 – Mad Max – Estrada da fúria

Projeto 365 – Dia 161 – Mad Max – Estrada da fúria

“Busco redenção”

Redenção = Querer ser livre de algo que foi imposto.

Sinopse: 

Após ser capturado por Immortan Joe, um guerreiro das estradas chamado Max (Tom Hardy) se vê no meio de uma guerra mortal, iniciada pela Imperatriz Furiosa (Charlize Theron) na tentativa se salvar um grupo de garotas. Também tentando fugir, Max aceita ajudar Furiosa em sua luta contra Joe e se vê dividido entre mais uma vez seguir sozinho seu caminho ou ficar com o grupo.

furiosa mad max charlize theron

Opinião:

Eu espero que muitas pessoas tenham gostado desse filme, afinal, ele é muito bem produzido e merece louros e atenção. Mas, também espero que as pessoas consigam compreender a mensagem passada, porque essa sim, merece um destaque absoluto.

Não é de hoje que a mulher está buscando seu espaço. A frase “o papel da mulher na sociedade” já foi dita milhares de vezes e, sempre, sua resposta se altera. Pois bem, 2015 pode ter sido um ano trágico para muitos assuntos, mas vai deixar marcos exuberantes para mostrar finalmente o real papel da mulher na sociedade. E essa é a mensagem de Mad Max.

mad-max-tom-hardy

Detalhes:

Tudo começa com uma bela produção. Detalhes como efeitos visuais, fotografia e trilha sonora trabalham juntos para criar uma atmosfera alucinante, deixando o ritmo do filme acelerado e capaz de prender a atenção de qualquer ser vivo que se disponha a ver esse longa.

De uma maneira nada sutil, o roteiro ainda se preocupa com questões climáticas, jogando na cara dos espectadores para onde o mundo está se encaminhando com todo esse descuido com o planeta e, principalmente, com as pessoas que nele vivem. Usando como principal elemento a velha batalha entre o valor da gasolina e da água, gerando um clima apocalíptico capaz de chocar a qualquer um.

Immortan Joe mad max

Outro bom detalhe é o controle que as altas castas tem sobre uma população miserável através de elementos religiosos. Aqui não são usados as tradicionais religiões, e sim os próprios líderes são venerados como deuses e possuem o poder da escolha de dar, ou tirar, o bem mais desejado por todos: A ÁGUA.

Mas, nada se compara ao detalhe mais importante deste filme: o empoderamento feminino. Esse roteiro que traz uma temática “masculina”, e que atraiu milhares de homens para salas de cinema, usou os artifícios tiro, porrada, bomba e fugas alucinantes para mostrar definitivamente que mulheres podem sim estar à frente de batalhas épicas, podem sim estar em filmes de guerra e que vão pisotear qualquer ser que se meter no caminho tentando defender essa sociedade machista que convivemos.

A mensagem que fica é: Lute como uma garota. E se você for homem, assim como quem escreve esse texto, não se sinta inferiorizado por isso. Tome como exemplo esse filme e acredite, o mundo será bem melhor se tivermos igualdade entre gêneros, porque o ápice do machismo é a sociedade que esse filme apresenta…

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

Leave a Reply

Your email address will not be published.