Home / Estreias / Projeto 365 – Dia 160 – Star Wars Episódio VII – O despertar da força

Projeto 365 – Dia 160 – Star Wars Episódio VII – O despertar da força

“Que a força esteja com você”

Sinopse:

Décadas após a queda de Darth Vader e do Império, surge uma nova ameaça: a Primeira Ordem, uma organização sombria que busca minar o poder da República e que tem Kylo Ren (Adam Driver), o General Hux (Domhnall Gleeson) e o Líder Supremo Snoke (Andy Serkis) como principais expoentes. Eles conseguem capturar Poe Dameron (Oscar Isaac), um dos principais pilotos da Resistência, que antes de ser preso envia através do pequeno robô BB-8 o mapa de onde vive o mitológico Luke Skywalker (Mark Hamill). Ao fugir pelo deserto, BB-8 encontra a jovem Rey (Daisy Ridley), que vive sozinha catando destroços de naves antigas. Paralelamente, Poe recebe a ajuda de Finn (John Boyega), um stormtrooper que decide abandonar o posto repentinamente. Juntos, eles escapam do domínio da Primeira Ordem.

Opinião:

FANTÁSTICO!

Caso queira mais informação:

Eu juro que queria parar esse texto/comentário apenas com a palavra “fantástico”, mas ele merece que se diga o porquê.

luke han solo leia

A começar pela forma como ligou a história do sexto filme com esse, algo que soou como homenagem aos títulos mais antigos, além de prestar referência a personagens clássicos como Leia, Han Solo, Chewbacca, Luke Skywalker, C3PO e R2D2.

Há também os novos personagens que, além de agregarem a história, ainda prestam um serviço social incrível. Rey, uma mulher forte e independente capaz de mostrar o novo papel da mulher na sociedade. Além de Finn, um protagonista negro que foi achincalhado em uma série de países racistas, inclusive no Brasil, que mostra ser um excelente elemento novo para a história do filme e, porque não, mais um passo para acabar com esse racismo imbecil que ainda temos.

Ainda há um novo vilão, Kylo Ren, cercado de mistérios e que garantirá uma série de teorias sobre o seu destino, assim como Darth Vader proporcionou. E por fim dos personagens, temos BB-8. Um robozinho carismático capaz de encantar a todos, sendo tão fundamental para história como R2D2 o mito.

Star Wars: The Force Awakens L to R: Rey (Daisy Ridley) and Finn (John Boyega) Ph: David James © 2015 Lucasfilm Ltd. & TM. All Right Reserved.

Os efeitos especiais são simples, funcionando de forma bem parecida com a trilogia antiga, deixando de lado o excesso de efeitos especiais que fora usado na trilogia que conta o início de Darth Vader. Destaque para as transições de cena feitas com cortes idênticos aos dos filmes antigos.

Outro ponto positivo é entregar a possibilidade de uma nova geração brincar de Star Wars. É absolutamente incrível ficar com ansiedade e ser surpreendido por essa história, assim como na época em que foi lançada. E isso se deve a capacidade do roteiro de criar surpresas a todo instante, capaz de já nos deixar ansiosos para os próximos filmes.

kylo ray

Por fim:

Sério, poderia escrever milhares de motivos para elogiar, mas o importante é que começaram uma nova trilogia com o pé direito, garantindo que até fãs mais fervorosos façam elogios, preservando a capacidade que essa saga tem de ser chamada de A MAIS EMBLEMÁTICA SAGA DO CINEMA.

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

Leave a Reply

Your email address will not be published.