Home / Filmes / Projeto 365 – Dia 132 – A Espuma dos Dias

Projeto 365 – Dia 132 – A Espuma dos Dias

São as coisas que mudam, não as pessoas

Confesso que meus filmes favoritos me ganharam com a fotografia e um roteiro maluco, foi assim com Pequenas Margaridas, filme que me trouxe até aqui (ao Blackcine) e foi assim com O Fabuloso Destino de Amelie Poulain.  Com “A espuma dos dias” não foi diferente, assisti o filme com um sorriso no rosto, senti a ansiedade consumir boa parte do meu peito e terminei suspirando com os créditos na tela.

a-espuma-dos-dias-critica

É a história de Colin que será contada, um homem que vive sua vida sem trabalhar, pois tem bastante dinheiro, mas apenas dois amigos: seu cozinheiro e um homem completamente viciados nas obras de um certo escritor, tem também um rato bem estranho que vive em uma cópia reduzida de sua casa. Ao descobrir que seus únicos amigos estão apaixonados, Colin sente um vazio e percebe o quanto a solidão lhe é presente, se dando conta do quanto seria bom se apaixonar, os rapazes então o levam a uma festa bem excêntrica para conhecer gente nova e quem sabe encontrar a mulher que aquecerá seu coração.  Na festa, Colin se vê atraído por uma garota muito doce e divertida, que coincidentemente tem o nome de sua música favorita: Chloe.

a-espuma-dos-dias-sinopse

Chloe e Colin se casam seis meses depois e não poderiam estar mais felizes, até que em uma noite uma flor de lótus entra pela respiração de Chloe e passa a morar em seu pulmão, o que lhe causará uma doença rara, com muitas dores e um tratamento caríssimo. Vendo que o dinheiro está acabando e que o tratamento não tem surtido muito efeito em sua esposa, Colin toma a difícil decisão de trabalhar, mas terá que aceitar “os piores empregos”, já que é um homem adulto que nunca trabalhou na vida e não tem nenhuma experiência.

chloe_a_espuma_dos_dias

O longa trabalha muito bem com as nossas sensações, pois à medida que Chloe começa a adoecer e se entristecer, o cenário vai mudando, deixando de ser colorido, leve e alegre e se tornando angustiante, escuro e até um pouco sufocante, o que causará certo desconforto no espectador mais sensível, o cenário inclusive será extremamente detalhado e bem feito, com direito a muitas invenções malucas e objetos animados. Outro ponto forte é a trilha, quem gostou das músicas que embalavam a trama de Amelie Poulain tem grandes chances de curtir bastante a trilha de “A espuma” também.

Por fim, o filme que conta com um toque surrealista irá nos transportar pelas mais deliciosas e mais angustiantes situações que o amor pode nos levar, também nos mostrará que quando nos apaixonamos e encontramos a pessoa com quem queremos passar o resto de nossas vidas nenhum esforço é inválido e principalmente nos fará entender o quanto é importante continuar juntos e manter a fé seja lá no que for quando as coisas ficarem realmente difíceis.

 

Comentários

comentários

About Letícia Loureiro

Apaixonada pela terra da garoa, descobriu ainda cedo que queria fazer moda e correu atrás. aprendeu muito. Resolveu criar um cantinho pra falar de tudo que adora: filmes, fotografia, beleza e moda chamado Na Garupa da Vespa

Leave a Reply

Your email address will not be published.