Home / Projeto 365 / Projeto 365 – Dia 103 – Luzes da Cidade

Projeto 365 – Dia 103 – Luzes da Cidade

“Amanhã os pássaros cantarão, enfrente a vida”

Feito em 1931, esse é um dos mais emocionantes filmes de Charlie Chaplin. Produzido dentro das características tradicionais de seus trabalhos –  preto e branco, mudo e dirigido por ele próprio -, será possível ver uma integração única do humor pastelão com cenas cômicas, além de um trabalho exuberante na parte emocional entre Chaplin e a sua companheira de muitos trabalhos Virginia Cherrill.

O roteiro contará mais uma história do clássico personagem “O Vagabundo”, o qual se apaixonará por uma jovem vendedora de flores cega. Dentre muitas trapalhadas (não tem outra palavra para definir) Chaplin se passa por um homem rico para tentar conquistar sua amada.

Logo na cena de abertura será feita uma crítica bem pontual aos políticos que inauguram obras públicas e fazem discursos vazios, e, por se tratar de um filme mudo, as vozes simplesmente não são legendadas, além de mostrar Chaplin deitado no monumento inaugurado. Devido a veia crítica de Chaplin é bem possível de acreditar que essa cena não foi um mero sketch de humor.

chaplin filme luzes cidade

Além dessa cena, serão interpretadas alguns bons sketches cômicos e com nenhum filtro do atual “politicamente correto”, trazendo a tona uma época que além de fazer rir, o humor podia exagerar sem ter medo de ser julgado.

Mas, apesar dessas cenas serem boas, nada se compara ao romantismo dessa obra. Com uma trilha sonora delicada e presente a todo instante, esse filme mostrará o lado romântico de Chaplin, com delicadeza capaz de encantar até o mais rígido coração de pedra. Mostrando tudo que é possível se fazer por alguém que se ama.

luzes_cidade chaplin

Contemplando tudo isso, juntando humor e romantismo, o final do filme surpreende, fazendo com que recuperemos um pouco a fé nesse sentimento tão pisado que é o amor.

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

Leave a Reply

Your email address will not be published.