Home / Curiosidade / O Sal da Terra

O Sal da Terra

“Um fotógrafo é, literalmente, alguém que desenha com luz. Um homem que escreve e reescreve o mundo com luzes e sombras…” 

O Sal da terra é a incrível história de vida do fotojornalista brasileiro Sebastião Salgado, contada cronologicamente e de uma forma dinâmica através de suas obras. O documentário é direcionado para os amantes da fotografia e para todos que apreciam a arte como uma função social.

Dirigido pelo filho de Salgado, Juliano Ribeiro, e pelo alemão Wim Wenders, o filme é narrado pelo próprio Sebastião, que utiliza suas fotos emblemáticas para contar sua história. Nascido em uma fazenda no interior de Minas Gerais, Sebastião se formou em Economia e casou-se com Lélia Wanick. Após fazer parte de movimentos esquerdistas durante o período da Ditadura Militar no Brasil, o casal resolveu começar uma vida nova em Paris.

Lélia comprou sua primeira câmera fotográfica quando iniciou o curso de arquitetura, mas foi Sebastião que se encantou com o equipamento. A partir disso, Salgado em viagens a trabalho para a África fez suas primeiras sessões fotográficas.

Após decidir que seguiria carreira como fotojornalista social, Sebastião Salgado largou o emprego e resolveu explorar o mundo, colocando em evidência o principal tempero da terra, as pessoas.

Ao longo do documentário, são utilizados imagens e relatos das obras do fotógrafo como Trabalhadores (1996), Outras Américas (1999), Êxodo (2000), África (2007) e Gênesis (2013).

sebastiao salgado

É nítido na narrativa que cada projeto foi idealizado e estudado minuciosamente antes de ser executado. A obra Êxodo é um exemplo claro, levou 6 anos para ficar pronta e retrata a triste realidade de alguns povos que fugiram da miséria e da guerra. As imagens são extremamente fortes, marcantes e reflexivas, Sebastião declarou ter perdido a esperança na humanidade.

Depois de focar em trabalhos que sempre buscaram transmitir ao mundo a precariedade e tristeza de alguns povos africanos, Salgado apostou em uma nova forma de reflexão, Gênesis, registra paisagens, animais, trazendo um olhar mais positivo sobre o planeta, assim como no inicio, quando a terra foi criada.

O Sal da terra, não é apenas a história de vida de um fotógrafo e muito menos de sua obra. O sal da terra é o retrato escrito e reescrito, da crueldade que está presente constantemente no mundo inteiro, com o uso de luzes e sombras. É uma denúncia social que mostra o lado mais sórdido e cruel das pessoas, o próprio benefício com o fracasso alheio, e a degradação do ser humano.

Sebastião Salgado através de sua rica e vasta experiência nos presenteia com a oportunidade de refletirmos sobre o que realmente é humanidade. Todos precisam assistir “O Sal da Terra” para temperar a vida e a alma.

Texto de Luciana Ribeiro

Comentários

comentários

About Celso Bove

Celso Bove Publicitário, Webdesigner, Blogueiro, fotógrafo, amante de todos os tipo de arte, em especial cinema. Fundador do Blackcine.

Leave a Reply

Your email address will not be published.